Cuspo com sangue no ralo de um lavatório
Symptoms

Sintomas

O que provoca a perda de dentes?

Para as crianças a perda de dentes é como um ritual de passagem no seu crescimento. Mas num adulto é uma experiência preocupante e irreversível com consequências duradouras para o aspecto físico e visível da sua boca e até da sua auto-estima.

Existem várias razões pelas quais poderá sofrer de perda de dentes em adulto. Pode perder dentes num acidente ou devido a patologias, tais como a diabetes, mas uma das causas de perda de dentes é a doença gengival grave e irreversível (periodontite).

Ilustração de perda de dentes

Porque é que a doença das gengivas pode resultar na perda de dentes?

As gengivas saudáveis são vitais à saúde dos seus dentes.
O osso do maxilar segura cada dente no seu alvéolo, sendo que é importante que este osso não seja exposto às bactérias pois uma infeção poderá instalar-se e provocar danos e eventualmente a perda de dentes. As suas gengivas fornecem uma barreira protectora entre o osso e a placa bacteriana na sua boca.

A evolução da doença das gengivas começa com a acumulação da placa bacteriana que pode irritar as gengivas. Isto pode deixá-las avermelhadas e inchadas fazendo-as também sangrar quando escova os dentes ou usa o fio dentário. Estes são os primeiros sinais da doença das gengivas, gengivite. Se esta não for tratada poderá levar à segunda fase que é irreversível, a periodontite, e eventualmente à perda de dentes.

Isto deve-se à acumulação da placa bacteriana que pode causar a recessão das gengivas, afastando-se dos dentes e deixando pequenos espaços (bolsas) onde mais placa bacteriana se pode acumular dando origem a infeções. Sem tratamento, estas infeções podem impactar o osso e os tecidos das suas gengivas que fornecem apoio estrutural aos seus dentes, e que, sendo danificados, fazem com que os dentes se soltem.

A chave para a prevenção da perda de dentes periodontal é nunca permitir que as coisas cheguem a esse ponto.

Consultas regulares com o seu médico dentista são essenciais porque, ao contrário de uma dor ou sensibilidade dentária, a doença gengival nem sempre é dolorosa. De facto, inicialmente poderá nem reparar que a tem, mas um exame profissional poderá detetar sinais precoces para que possa tomar as medidas necessárias para a tratar antes que esta piore.

Isto é de particular importância para os fumadores, pois fumar pode mascarar os sintomas da doença das gengivas.